0 Item
(41) 3023-0800

TRAUMA DE OCLUSÃO

Acima de tudo, eu descrevo este este breve vídeo com dúvidas frequentes de clínicos sobre o impacto do trauma de oclusão (link aap) nos tecidos periodontais.

Inicialmente, digo que trauma oclusal pode ser definido como a lesão induzida pela pressão dos dentes durante a mordida. Também, uma força de mordida excessiva pode levar a uma lesão induzida nos tecidos e seguram os dentes.

Desde já concluo que o trauma pela mordida e a força aplicada em tratamento de aparelho são diferentes. Alguns especialistas de outras áreas chegam a comparar, equivocadamente, a movimentação dentária induzida com algo semelhante ao traumatismo dentário e ao trauma oclusal. Provavelmente, isso decorre de desconhecimento sobre a biopatologia da movimentação ortodôntica, do trauma oclusal e do traumatismo dentário e, talvez, porque são três situações que têm em comum o fato de serem promovidas por agentes físicos, daí a confusão conceitual se estabelece.

Para facilitar a diferenciação e a compreensão dos eventos e sinais do trauma oclusal, dividimos sua evolução em quatro momentos.

Sintomas iniciais

Inicialmente, o trauma de mordida pode acontecer sem sintoma algum. Entretanto, em muito casos, inicialmente, produz uma sensação de pequena dor com um aumento da mobilidade dos dentes. Neste caso, pode durar dias, semanas e até meses. Assim, eu posso encontrar um pequeno aumento no ligamento que segura os dentes.

Sintomas tardios

Ainda assim, eu saliento que algumas semanas depois de iniciado o processo, pode-se notar, na radiografia dos dentes, o alargamento do espaço entre o dente e o osso. Assim, na minha experiência, estas imagens nas radiografias ocorrem em da necessidade do dente ter a necessidade de se mover mais que o normal. Acima de tudo, digo que, para que o dente absorva as mordida mais intensas.

 

 

 

WhatsApp chat