Instituto Ricardo Gapski | Periodontia Curitiba

fone-ricardo-gapsk-completoi      whatsapp-ricardo-gapsk-completoi

Periodontia Curitiba – Tratamento de retrações gengivais

 

O que é a Retração Gengival ou Recessão Gengival?

Quando se olha ao espelho e sorri, repara que os seus dentes se tornaram mais longos, mais visíveis em altura e com um tom acastanhado perto da gengiva?

Se for esse o seu caso, pode ter retração gengival, também conhecida por recessão gengival ou simplesmente por gengiva retraída.

A retração gengival é o processo no qual o tecido que envolve os dentes se afasta do mesmo, expondo-o mais e progressivamente a sua raiz. Esta situação pode provocar danos a nível de suporte ósseo.

A recessão gengival é um problema dentário comum, afeta 4% a 12% dos adultos e muitas vezes passa despercebido até se tornar mais grave.

A maioria das pessoas nem percebe que as suas gengivas recuaram, porque é um processo gradual. No entanto, ao longo do tempo, uma raiz dentária exposta pode não apenas parecer feia, mas também provocar sensibilidade dentária, especialmente ao comer alimentos frios ou quentes e na escovagem. Eventualmente, a recessão gengival, se não tratada, pode levar à perda de dentes.

Agendar uma consulta CLIQUE AQUI

Principais Causas da Retração Gengival:

1 – Tabaco

Os fumadores têm maior predisposição para acumular placa bacteriana nos dentes e se não tiver um cuidado de higiene oral mais rigoroso o tártaro provocado pela placa bacteriana acaba por provocar retração gengival.

2 – Má higiene oral

A par do que disse anteriormente a acumulação de placa bacteriana e consequente criação de tártaro, para além de provocar as conhecidas cáries podem provocar recessão gengival.

» Leia também: 7 dicas para realizar uma higiene oral irrepreensível.


 

3 – Incorreta escovagem

Durante a higiene oral a realização da escovarem com demasiada força e de forma repetitiva pode provocar a recessão gengival sendo uma das principais causas bem como o uso de escovas com cerdas muito duras.

Portanto, o tabaco, a má higiene oral e a escovagem realizada de forma errada são as principais causas da retração gengival.

4 – Bruxismo

Ranger os dentes ou fazer muita pressão maxilar exercendo muita força nos dentes acaba por provocar retração da gengiva.

5 – Dentes desalinhados ou mordida desequilibrada

Quando não existe uma mastigação eficiente e uniforme, alguns dentes exercem mais força do que outros na gengiva e no osso provocando a recessão gengival.

6 – Piercings do lábio, língua ou freios

O próprio piercing pode roçar a gengiva e irritá-las ao ponto de os seus tecidos fiquem desgastados.


Tratamentos da retração gengival mais frequentes:

1 – Enxerto de Gengiva. Como funciona?

O tratamento cirúrgico comumente utilizado pelos dentistas para tratar a retração gengival é o enxerto de gengiva. Para realizar um enxerto gengival, um dentista retira o tecido de outra área e utiliza-o para recobrir a raiz exposta e a área do dente fixando-a no nível correto que deveria naturalmente estar. O tecido pode vir do palato da sua boca ou de outra fonte.

2 – Regeneração: gengiva regenera?

Se o osso que sustenta os seus dentes foi reduzindo como resultado da recessão gengival, o procedimento de regenerar gengiva, ossos e tecidos perdidos pode ser o recomendado.

A par do procedimento de enxerto gengival explicado anteriormente, o seu dentista ainda vai aplicar um material regenerativo da gengiva e osso, como uma membrana, tecido de enxerto ou proteína estimuladora de tecidos, para estimular o seu corpo a regenerar naturalmente o osso e tecido nessa área.

Depois de o material regenerativo ser colocado no lugar, o tecido da gengiva é fixado sobre a raiz do dente ou dos dentes no local onde a gengiva deveria naturalmente estar.

3 – Descolamento da Gengiva com Alisamento Radicular

Durante este procedimento, o dentista manipula o tecido da gengiva afetado, remove as bactérias nocivas e, de seguida, protege o tecido gengival, no sítio onde a gengiva deveria estar a nível do dente, sobre a raiz do dente eliminando bolsas bacterianas e reduzindo o seu tamanho.

Todo os procedimentos citados acima são realizados em consultório dentário e sempre com anestesia local. Se preferir pode solicitar sedação consciente para o ajudar a relaxar, durante o qual está mais tranquilo e colaborante ou algo um pouco mais profundo na presença de um anestesista.


Pós Operatório da Cirurgia Gengival

O pós-operatório da cirurgia de retração gengival é confortável, sem dor, sem inchaço, nem hematomas.

A maioria das pessoas regressam às suas atividades de vida diárias no dia seguinte sem qualquer problema, desde de que sigam estritamente as recomendações dadas no consultório faça a medicação prescrita.

À medida que o enxerto cicatriza deve evitar alimentos duros e mastigar para o lado da intervenção.

Na altura da escovagem, deve fazê-lo de forma suave e de preferência com a escova cirúrgica que lhe é facultada no consultório do seu dentista (extra-macia), mas não deve deixar de manter uma boa higiene oral.


Acha que pode ter retração gengival?

Se pensa existir essa possibilidade, não perca tempo e marque a sua consulta, pois a progressão é relativamente rápida e quanto mais tempo deixar passar mais difícil será o tratamento.

Agende a sua consulta para verificar o estado de sua Saúde Oral com o Dr. Ricardo Gapski.

Fonte: aqui

Periodontia Curitiba – Tratamento de retrações gengivais

WhatsApp chat